Benefícios da CAA para o desenvolvimento dos autistas

Patrocinado

A Comunicação Alternativa Aumentativa (CAA) é toda prática comunicativa que difere da fala. Portanto, a CAA oferece recursos para que a pessoa consiga se comunicar de forma efetiva com as outras pessoas.

Muitas pessoas com Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) apresentam algum tipo de dificuldade para se expressar ou falar. Então, nesses casos, a CAA pode ser bastante eficiente.

Para isso, são usados sistemas de baixa e de alta tecnologia. Os sistemas de baixa tecnologia inclui cartões, pranchas com figuras, quadros ou livros com fotos ou imagens que representam tarefas, ações ou objetos. Já os sistemas de alta tecnologia são por exemplo os vocalizadores e aplicativos.

A CAA pode ser usada para melhorar a comunicação em todos os aspectos da vida do autista, nas relações familiares, na escola e no trabalho.

As pessoas com TEA podem aprender a usar essas ferramentas para entender o que as outras pessoas estão dizendo, pedir o que precisam, fazer comentários e responder às perguntas.

Patrocinado

O tipo de sistema escolhido varia de acordo com o autista, sua idade, suas limitações em relação à comunicação e o contexto em que ele vive.

Cabe aos profissionais que atendem a criança ou jovem identificar a ferramenta de CAA compatível com aquela pessoa.

Saiba mais: Recursos visuais: qual a importância no dia a dia de pessoas com autismo?

Quais são os benefícios da CAA para autistas?

Basicamente, a Comunicação Ampliada Alternativa (CAA) ajuda as crianças com Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) a melhorar sua capacidade de compreender e se comunicar com outras pessoas de forma geral.

Além disso, podemos destacar outros benefícios:

Patrocinado

– Aprender as palavras iniciais. É possível juntar uma palavra a uma imagem ou gesto que a representa. Um exemplo: falar a palavra “bola” e segurar a imagem do objeto. As crianças vão associar os sons da fala com a imagem do objeto.

Algumas pessoas com TEA respondem melhor às informações apresentadas visualmente.

– Melhorar a compreensão das palavras. A fala por si só pode ser muito rápida, enquanto uma imagem dura mais. Ver uma imagem o ajuda a entender as informações e ajuda a evitar a sobrecarga de informações.

Incentiva o contato visual

Olhar para o outro é importante para a comunicação e a interação social. Por isso, a CAA estimula que a criança preste atenção nos outros, faça mais contato visual e preste mais atenção no que está no que está acontecendo ao redor.

Reduz o estresse

Com a CAA, os pais, cuidadores, professores, colegas, entre outras pessoas, conseguem compreender e melhor os comportamentos das crianças com autismo. Além disso, a criança consegue comunicar o que deseja.

Isso gera menos estresse, frustrações e por isso ajuda a melhorar a interação social.

Ajuda a desenvolver a fala

As crianças autistas podem ser estimuladas a falar com a CAA. Geralmente, reforçam e oferecem estratégias para encorajar e a fala especificamente. 

Pode diminuir os comportamentos desafiadores e agressivos

Há pesquisas que mostram que a CAA ensina a criança a se comunicar e diminui a necessidade do comportamento desafiador e agressividade.

Exemplo: a criança quer algo e aprende a pedir o que deseja sem partir para a agressão ou comportamentos inadequados.

Sabe-se que o desenvolvimento da comunicação tem um enorme impacto sobre o comportamento global da criança, reduzindo inclusive comportamentos agressivos e de autoflagelação.

Contribui com a inclusão escolar

Muitos alunos atípicos enfrentam dificuldade para serem socialmente incluídos no ambiente escolar devido às dificuldades de fala e comunicação.

Desse modo, a CAA contribui bastante para estabelecer um contato efetivo de comunicação entre a criança e a escola e os colegas neuróticos.

A maioria das crianças se adapta bem e aprende rapidamente a utilizar as ferramentas para a comunicação ampliada, se tornando mais independentes e abertas para a socialização.

Leia também: Conheça alguns pré-requisitos importantes para o desenvolvimento da fala

Referências:

https://nationalautismresources.com/the-picture-exchange-communication-system-pecs/

https://raisingchildren.net.au/autism/development/language-development/augmentative-communication-asd

WhatsApp
Facebook
Pinterest
Telegram
Twitter
Patrocinado

Você irá ler neste artigo

Quem leu gostou do artigo!!!
Quem leu gostou do artigo!!!
Picture of Dra. Fabiele Russo

Dra. Fabiele Russo

Neurocientista, especialista em Transtorno do Espectro do Autismo (TEA). Pesquisadora na área do TEA há mais de 10 anos. Mestre e Doutora em Ciências pela Universidade de São Paulo (USP) com Doutorado “sanduíche” no exterior pelo Departamento de Pediatria da Universidade da Califórnia, San Diego (UCSD). Realizou 4 Pós-doutorados pela USP. É cofundadora da NeuroConecta e também, coautora do livro: Autismo ao longo da vida.