ADOS - Protocolo de Observação para Diagnóstico de Autismo

ADOS – Protocolo de Observação para Diagnóstico de Autismo

Uma avaliação de pessoas com o Transtorno do Espectro do Autismo (TEA) exige uma equipe multidisciplinar bem treinada e experiente. As escalas de diagnósticos ajudam a identificar, por exemplo, se a pessoa é autista. Uma delas é o ADOS, que vem do inglês – Autism Diagnostic Observation Schedule, e significa Protocolo de Observação para Diagnóstico de Autismo,e é uma escala de observação.

Trata-se de uma entrevista estruturada e completa, além de uma observação que avalia objetivamente a habilidade social, de comunicação e o comportamento de pessoas com TEA, desde crianças até adultos.

O ADOS possui módulos específicos e cada um deles é apropriado para crianças e adultos de diferentes níveis de desenvolvimento e linguagem, podendo ser verbal e não verbal. Ele gera avaliações precisas das pessoas com  autismo e o desenvolvimento em todas as idades, habilidades de linguagem, antecedentes culturais e níveis de desenvolvimento. 

Como funciona?

A avaliação do ADOS usa situações sociais planejadas para ter respostas e interações interpessoais. Utiliza-se termos padronizados, materiais, atividades, introduções de atividades e sequências hierárquicas de atividades sociais.

A observação comportamental visa distinguir o autismo de outros transtornos e estuda diretamente os comportamentos sociais e comunicativos associados com o autismo. Este roteiro de observação consiste em tarefas apresentadas pelo examinador.  

As atividades são padronizadas e permitem que o examinador observe comportamentos que foram identificados como importantes para o diagnóstico de autismo e outros transtornos de desenvolvimento.

Dentro de cada módulo, a resposta do participante a cada atividade é registrada. As classificações gerais são feitas no final do cronograma.

O ADOS é dividido em quatro módulos:

– O Módulo 1 é usado para crianças com fala limitada;

– O Módulo 2 é para quem sabe falar, mas não é verbalmente fluente;

– O Módulo 3 é usado com crianças verbalmente fluentes;

-O Módulo 4 é usado com adolescentes e adultos verbalmente fluentes. 

O ADOS não possui módulos que abordam adolescentes e adultos não verbais. Os módulos fornecem sequências comunicativas que combinam uma série de situações. E cada situação fornece uma combinação diferente para comportamentos sociais específicos. 

Já os comportamentos são classificados em quatro domínios:

  • interação social recíproca;
  • comunicação/linguagem;
  • comportamentos estereotipados/restritivos;
  • humor e comportamentos anormais não específicos.

Detalhando cada módulo e fazendo avaliações

O primeiro módulo inclui cenários que envolvem brincadeiras, rotinas e comemorações. Já o segundo módulo envolve conversas, demonstrações de tarefas, descrições de figuras, brincadeiras e leitura de livros. 

O terceiro módulo utiliza algumas das atividades do segundo módulo, mas também incluem desenhos animados, relatórios de conversas, análise emocional, desafios sociais e criação de histórias.

O último e quarto módulo é voltado para adolescentes e adultos verbalmente fluentes e inclui discussões de histórias, trabalho, escola, livros, amizade, solidão, relacionamentos e planos futuros.

Cada módulo consiste em um conjunto de cenários padronizados pelos quais o  avaliador analisa a pessoa.  Outros componentes incluem conversas estruturadas ou cenários sociais, como uma festa de aniversário ou um lanche. E nessas situações são introduzidos  obstáculos para ver como a criança lida com isso.

Geralmente, espera-se que a criança mostre iniciativa e se isso não ocorrer, o examinador fornecerá tarefas cada vez mais específicas para garantir que eles reajam e tenham algum comportamento. Nem sempre os pais estarão presentes para que a criança não se distraia.

Cada módulo leva cerca de 40 minutos para ser concluído. O examinador pode optar por usar outro módulo depois de perceber que o selecionado anteriormente não corresponde às habilidades funcionais da criança. Normalmente, o teste é gravado em vídeo para que uma equipe possa analisá-lo e fazer o diagnóstico. Os comportamentos recebem uma pontuação entre zero e três: zero indica um comportamento normal, enquanto três indica que há uma disfunção comportamental.

E você, já conhecia esse Protocolo de Observação para Diagnóstico de Autismo?

Referências

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC2893552/

https://research.agre.org/program/aboutados.cfm

https://www.appliedbehavioranalysisedu.org/how-is-ados-autism-diagnostic-observation-schedule-used-to-identify-asd/

Posts Relacionados