Você já ouviu falar sobre as habilidades pré-acadêmicas? Trata-se de habilidades que antecedem o aprendizado e contribuem com o desempenho acadêmico nos primeiros anos escolares.

Geralmente, essas habilidades são divididas entre a leitura e escrita e também estão relacionadas à matemática.

Vale destacar que o período pré-escolar, de 3 a 5 anos, é fundamental para o desenvolvimento infantil.

Nesta fase, as crianças adquirem importantes habilidades sociais e apresentam melhora em diferentes habilidades cognitivas e comportamentais.

A seguir, você confere detalhes das habilidades pré-acadêmicas e como desenvolvê-las.

 

Consciência fonológica

É a capacidade de reconhecer e manipular os sons da fala. A criança consegue reconhecer palavras que rimam, que iniciam com o mesmo som, distinguem sons, segmenta o som em partes menores.

Desenvolver essa habilidade é fundamental para o aprendizado da leitura e da escrita em crianças.

Geralmente, as crianças que apresentam dificuldades em compreender os fonemas podem ter problemas em aprender a ler e a escrever.

Há diversas formas de desenvolver a consciência fonológica. Entre elas, podemos citar:

  • Bater palmas ao soletrar palavras — uma palma para cada sílaba.
  • Falar lentamente os sons das palavras e estimular as crianças a tentar adivinhar o que virá depois.
  • Substituir sons para formar palavras e mostrar que elas podem ter outro significado.
  • Contar histórias com rimas, ouvir músicas e brincar com jogos de palavras.
  • Incentivar jogos, aplicativos e softwares que ajudam a desenvolver as habilidades de leitura.

 

Noção de tempo

A noção de tempo para a criança varia de acordo com a idade. Até um ano, o bebê não faz distinção entre dia e noite e age por instinto.

Entre um e dois anos, começa a compreender que seu dia segue certa rotina, como comer, dormir, passear e já consegue diferenciar os finais de semana dos demais dias. É importante que a criança entenda como funciona o tempo, distinguir os horários, como funciona a sua rotina para se desenvolver.

Os pais, professores e familiares podem contribuir com o treino de noção de tempo das crianças. O primeiro passo é estabelecer uma rotina e explicar a razão pela qual ela está fazendo determinada ação. Por exemplo, explicar quais são os horários para acordar, brincar e se alimentar.

Manter um relógio e um calendário por perto é uma estratégia para que a criança entenda como funciona a passagem do tempo. E também uma forma de entender o que significa segundos, minutos, horas, dias, semanas, meses e anos.

 

Coordenar habilidade manuais

A habilidade manual é definida como a capacidade de realizar movimentos hábeis e dirigidos de braço-mão na manipulação de objetos.

As crianças podem treinar as habilidades manuais com brincadeiras que estimulem a sua coordenação motora desde pequenos.

Vale a pena investir em brincadeiras de recortar revistas com tesoura sem ponta, deixar que pintem e desenhem livremente, brincadeiras de massinhas e também de montar blocos.

 

Identificar números

A criança também precisa compreender como funcionam as representações numéricas e que os números são ordenados em sequência.

Também é importante ter a capacidade de contar adequadamente, obedecendo os princípios de contagem.

Para contribuir com o aprendizado, há diversas brincadeiras que podem ajudar a criança a entender os números:

  • Jogos de tabuleiro;
  • Jogos de memória;
  • Massinha de modelar;
  • Brincadeiras de encaixe.

 

Habilidades auditivas e memória fonológica

Trata-se da capacidade de lembrar de informações auditivas faladas em um curto período de tempo.

A melhor forma de treinar a habilidade auditiva da criança é brincando. Invista em audiolivros, músicas, leitura em voz alta. Peça para que ela repita o que foi falado ou lido.

 

Referências:

https://lincs.ed.gov/publications/pdf/NELPReport09.pdf

https://portal.ct.gov/-/media/SDE/ESSA-Evidence-Guides/Early_Skills_and_Predictors_of_Academic_Success